quarta-feira, 29 de abril de 2015

De Colega para Colega

Saudação


Minha gente colega minha:
Melhores colegas no mundo não há!
Sem quase qualquer amizade...
Mas posso cantar com prazer a minha gente: colegas.
A sua companhia madura.
Pelo menos supostamente madura.
Companhia com seu quê de salutar
Pois sem a grande dependência das amizades
Temos maior liberdade com ela.

Minha gente!
Tão colega minha!
Não sei lidar com a liberdade porém.
Contudo não sei lidar com a minha carência também.
Não sei lidar com vocês enfim.
E minha chatice cobra só tudo que talvez
O coleguismo nunca vai poder oferecer.
Ah, colegas!
Eis a minha tristeza persistente.
Minha tristeza que me proíbe
De conviver com vocês plenamente
No coleguismo verdadeiro.

Mas assim ainda canto qualquer coleguismo
Pelo coleguismo de vocês.
Inimizades até podem ter entre si coleguismo!
Talvez a nobreza vem a ser encontrada
Verdadeiramente
Na relação entre colegas.
Na relação louvável de colegas.
Canto tal relacionamento por ele ser louvável.
Que nem em Esparta por quem buscava guerra...
Que nem por Atenas em plena democracia...

Sabemos igualmente do mau coleguismo.
Da mesma forma sei de minha desconfiança com vocês.
Entretanto quantas provas de bom coleguismo vocês me deram?
Com elas é possível cantar
Portanto nosso coleguismo.

De colega para colega
Canto.
Canto nossa possibilidade de nos desconhecermos futuramente.
Depois de não nos vermos anos a fio
Fingiremos que nos desconhecemos
(Aposto!)
Quando por acaso de novo nos encontrarmos
Ao virar qualquer esquina
Construída pela nossa condição humana.
Bem...
Aceitemos isso pois fará parte também de nosso coleguismo.

Minha gente colega minha:
Melhores colegas no mundo não há!
Sem quase qualquer amizade...
Mas posso cantar com prazer a minha gente: colegas.
A sua companhia madura.
Pelo menos supostamente madura.
Companhia com seu quê de salutar
Pois sem a grande dependência das amizades
Temos maior liberdade com ela.


13. 02. 2012

sábado, 4 de abril de 2015

Um sacerdote católico prega que quem desconhece sua fé vem a ser apóstata. Melhor: desconhecer no sentido de não estudar! Então, após tal pregação, o Catolicismo deixa de ser a segunda maior religião do mundo para ser uma das nanicas...

+

Fazer críticas maldosas a quem comete seus erros e também reza não é contraproducente no fim das contas? Bem... Lembro-me que Jesus disse que não veio para gente sã mas sim doente. Portanto... Vamos deixar em paz os defeitos alheios? E se somos vítimas dos seus erros façamos a correção devida sem lançar mão de tal provocação tão infantil!

+

Um sacerdote católico prega que todas as pessoas católicas devem estudar a sua fé. Digamos então que tais pessoas estudem de fato. Que maravilha! Bem... Ampla maioria delas apoiarão, após seus estudos, a Fraternidade São Pio X.

+

O povo defende com unhas e dentes Estado laico mas nem sabe que diabos vem a ser isso. Por favor: chega de palpite! Vão estudar e depois, assim seriamente, discutam. Para começo de conversa vou levantar a lebre... Não existe cultura laica: vamos ter então Estado laico? Qualquer pessoa defensora de tal laicismo nos Estados pode tal pergunta me responder?

+

É tão fácil dizer que vivemos em um mundo que não presta... Que pessoas são horríveis... E mais coisas do gênero. Mas quem diz tais asneiras já tentou pensar ao menos na dificuldade para chegar onde nós estamos hoje? Temos organizações sociais bastante complexas para serem pensadas somente por gente descontente com a vida...

+

Bem... Até no presente momento não encontrei qualquer pessoa pagã que saiba realmente sobre paganismo. Se nem sabem sobre sua própria religião que dirá saberão algo da minha! Melhor é não exigir portanto.