domingo, 20 de abril de 2014

Ainda bem! Só de me lembrar que no período das eleições municipais em minha cidade quem andasse na rua com tal cor nas vestes era de qual partido necessariamente... Santa Virgem de Cimbres! Ê lugarzinho para desgosto me dar! Enfim... Usar posso minha cor predileta por agora. Qual? Vermelha.


Ouvir música clássica: dificuldade das medonhas antes do século XX! Minha gratidão estendo para desde radiolas até bons canais de televisão e, principalmente, nossa queridíssima rede mundial de computadores.

Com exemplo tal posso dizer: época para bem adquirir erudição que nem a que vivemos jamais houve. Vamos dar então bom proveito dela?


Feliz Páscoa para todos os seres humanos de boa vontade! Digo mais: e pessoas de boa vontade não ofendem outras por causa de sua religião. Sem a ressurreição do nosso Cristo não só vã seria minha fé mas também o mundo diferente conheceríamos. E certamente pior. "Quem tem ouvidos ouça!"



31. 03. 2013

terça-feira, 15 de abril de 2014

Caim a Ponto de Matar Abel

Gostaria muito de conviver pelo resto de minha vida com certas pessoas de meu presente convívio: posso mudar este meu parecer ao passar o tempo mas eis a vontade manifestada que tenho por agora.

Por enquanto? Não sei.

Todavia para se ter a companhia dessa gente de que gosto, demais até, também aceito presenças agradáveis em nada... Pelo menos para mim. Mas são amigas das pessoas por quem apreço tenho! Que fazer senão aceitar com resignação tal convivência nefasta?

Para se viver em comum com Deus precisamos aceitar Satanás?

Eis o sacrifício.

Porém para quem em ambos oblação tamanha vem a ser oferecida na verdade? Gente cristianíssima me diz que para viver em comum com Deus necessariamente precisamos aceitar a presença de Satanás. O pecado que nós, seres humanos, cometemos no paraíso nos acompanha desde quando fomos expulsos de lá. Para voltarmos ao lugar das delícias imortais pagamos aqui tal pena: conviver com o mal. Temos então nossa sina que só findará com o juízo derradeiro.

Portanto nos sacrificamos em prol de Deus assim?

A condição humana compartilho também com quem recebe meu desafeto. Sei dos meus defeitos: ao pensar nisto logo minoro boa parte das falhas alheias de quem desgosto. Talvez a raiva que dirijo para minhas desavenças não são fruto de projeções minhas que ponho nelas? E por qual razão poucas vezes nos colocamos realmente no lugar de quaisquer outras pessoas? Que dificuldade de sair além de nossos umbigos! Mas... Isso não é possível.

Meu desgosto pode ser efeito de desentendimentos estúpidos... As nossas escolhas são justas afinal? Pergunta que não quer calar...

Então posso trocar Deus por Satanás? Ou praticar inversamente tal troca?

Mas... E Satanás?

Não pode ser escolha?

Sem Deus até?

Conclusão: para se viver em comum com Deus precisamos aceitar Satanás e vice-versa também pois nós somos seres humanos e seres humanos em demasia.

sábado, 5 de abril de 2014

Meus Sonhos Malucos 1

Alguns sonhos meus, ou parte deles, hei de publicar aqui. Vamos ao primeiro.

Temos Hitler. Sim. Adolfo mais seus aperreios suportados tanto por mim quanto por colegas estudantes. Nós fomos visitá-lo: talvez para fazer um trabalho valendo ponto... Não me lembro.

Quais eram seus aperreios? É fácil saber: maldizia gente judia. Durante sua tagarelice víamos seus olhares com desconfiança dirigidos a gente de cor da nossa turma.

Bem ao lado do lugar onde nos encontrávamos com tal criatura mais sua retórica bizarra minha bisavó com minha madrinha de crisma xingavam Hitler desbragadamente.

Mas sei lá por qual motivo tal vítima dos xingamentos de minha parentela queria visitá-la! Pode? Na minha cabeça dorminhoca certamente.

Sabendo que minhas mães odiavam-no resolvi lhe dar instruções para fazer algum agrado talvez possível para minha família. Mas... Quais?

Ensinei-lhe brincar o jogo do contrário. Quando nos seus discursos ele dizia, por exemplo, ser bom em tal jogo dizia seu contrário: ser mal. Não é que concordou fazer a brincadeira?

Foi por demais engraçado presenciar Hitler desdizer todo seu panegírico narcisista. 

Também lembro do sonho que tomei dele livros emprestados e só fui lhe devolver um. Os outros faltavam terminar leitura.

Porém Hitler eu temia pois ele poderia mandar a Gestapo vasculhar a minha casa para procurar os seus livros diante de minha demora.

Teve mais. Contudo só fiz as anotações acima. Fim então. Aguardemos os próximos.