quarta-feira, 28 de abril de 2010

Aos Ares Jogar...

Por Sérgio Gonçalves
Idem poesia.



Tempos chuvosos estes!

Um tal de Zezão faz estes traços azuis que nem os das chuvas. Fonte: Terra Magazine.


Eu quase não saio de casa na segunda passada. Mas vou matar dragões enfim, estes indígenas das selvas acadêmicas. Valei-me São Jorge, santo de minha bisavó!

Sou Jorge, claro. Cavalo representando minha consciência. Dragão: problemas institucionais. A mocinha? Não quer namorar comigo ("Chega para lá! Sou por demais egoísta: monto melhor em um cisne branco"). Pintura: Paolo Uccello.

Universidade Federal de Pernambuco: letras graúdas escritas na parte superior do frontal da reitoria. Seu prédio completamente separado do "campus": geográfica-socialmente. Bolo de noiva na cabeça de quem nos chefia!

"Quem mandou casar? Aguenta!" Foto: Federal do Maranhão.

Minha cadeira de crítica de cinema. Quem vai comentar: "Avatar nhém-nhém-nhém..."; "Avatar tal e qual..."; "Avatar A e Z..."; "Avatar...(por favor, gente católica: não completeis vós as orações feitas por quem celebra no sábado-santo! Círio-pascal dói muito se bem usado)"?

"Cristo; ontem e hoje, Princípio e Fim, A e Z: a Ele o tempo e a eternidade, a glória e o poder pelos séculos sem fim" Amém? Imagem de Círio Pascal.

Semana de "História Oral": por todos os buracos livros!

Documento, "parla"! Carta de Pero Vaz de Caminha.

As Mulheres e suas idiossincrasias. As Mulheres e suas contradições. Maravilhosas. Maravilhosas! Elas existem? Tal momento poesia nos faz.


Arredias


Tantas Mulheres formosas...
Não posso tocá-las;
Nem beijá-las;
Tampouco desnudá-las... Para mim.
Quero demais!

Mas elas por muitas vezes assim também não desejam?


29.10.2009
Tarde
12.11.2009
Madrugada


Prefiro feministas. "Kindgirls"

Procuro Clericuzi, d' Andrade Lima, Figueredo, Rodrigues Furtado de Mendonça, Rosendo... "Cadê"?

Pois adivinheis: quem é que vos fala? Fotografia "furtada" dos arquivos pessoais...

Vamos ao ponto final? Ponto final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário