domingo, 10 de março de 2013

Madrigal Capilar


Dos cabelos os versos
Cantam os toques do suave vento.
Por ver eles conversos
Em um inigualável movimento
Bem os amo... Contento
Mais uma vez em ver belos passar...
A beleza voar...
Leila no bulevar a passear!
Dos cabelos os versos
De contêr universos
Jamais dos pensamentos são dispersos.

1º semestre de 2007

Nenhum comentário:

Postar um comentário