domingo, 9 de fevereiro de 2014

Intolerância Religiosa Bem Exemplificada

Sim. Muitas pessoas não tiveram boas experiências com gente religiosa... Carolice foda que deseja, por exemplo, cortar os órgãos sexuais fora se não prestam tão-só para procriação. Entretanto tais pessoas não podem se basear em seu trauma para julgar a religião. Ou não e teríamos mulheres abusadas sexualmente por homens maldizendo toda raça masculina que vai ser assim até ré de morte! Não?

Observação: as feministas radicais são idiotas. Melhor: todas! Mas... À linha de raciocínio retornemos.

Em todo julgamento julga quem obrigatoriamente dá seus ouvidos tanto para quem acusa quanto para quem defende. Quem julga vai ter então equilíbrio para poder concluir dos discursos a veracidade dos fatos. Não se pode julgar toda coisa sem ter os elementos necessários para dar qualquer veredicto. Bem... Ou não e teríamos vítimas transformadas em rés e vice-versa.

Bom acrescentar: nenhum julgamento pode se basear em meras impressões.

Juízo que se pode tirar das exigências recentes das Nações Unidas “sugeridas” ao Catolicismo: são pura má fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário