quinta-feira, 22 de maio de 2014

Estigmas e Confusão


Por vários relatos de pessoas que se tornaram santas, e tiveram os estigmas da paixão de Jesus em seus corpos, as marcas dos cravos que deixaram Cristo de braços abertos na cruz são normalmente descritas nas palmas de suas mãos. Entretanto sabemos hoje, depois de diversos estudos sobre como corpos eram crucifixados em épocas romanas, que só no pulso daria sustento para se pendurar no madeiro: contrariando nas palmas pois, se nelas, estas se rasgariam impossibilitando manter o corpo violentado suspenso na cruz.

Então a Divindade por tanto tempo com enganos manifestou por sua gente fidelíssima chagas onde não as tinha?

Necessitamos compreender. E para começar a compreender exercitemos o nosso poder imaginar. Imaginemos que Francisco recebe seus estigmas, em vez de nas palmas das mãos, nos pulsos... Que rebuliço não seria! Quanta gente chamaria tal manifestação de demoníaca! Quão mais dificultoso não seria reconhecer em Francisco sua santidade! Portanto continuo tendo fé na sabedoria divina: melhor evitar, o máximo possível, empecilhos desnecessários para salvar as almas... Se todas as imagens retratam de forma tal para quê mudar em forma qual?

A Sabedoria Divina toma da sua criação para se manifestar. E seria doutra maneira? Não! Assim ela toma também da composição humana para daí se dar manifesta diante de seres humanos privilegiados. Rememoro Catarina de Sena que via Nossa Senhora mais seu Filho com anjos e pessoas santas em disposições que figuravam nas pinturas de seu tempo. Manifestar de forma diversa da costumeira não ajuda na compreensão: dificulta. Tenho que ter alguma familiaridade com aquilo que desejo compreender: não?

O mundo metafísico portanto se faz mais acessível para tais pessoas escolhidas por meio de sinais que podem ser relacionados com os símbolos em nós compreendidos pelo comum tanto da Natureza quanto da Cultura. Lembremo-nos da pomba. Também do véu rasgado de cima para baixo no templo judaico.

No mais igualmente nos lembremos que confundir em vez de se fazer entender é só com Satanás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário