sábado, 3 de agosto de 2013

Cantar Prostituído

Que digo pois de ti?
Mulher tão atraente
Bem és! E certamente
Com outra nunca vi
Maior se ter disputa
De gente tão honesta
Que só sabe que presta
Trepar contigo... Puta!

Mas não só gente sábia
Consórcio tem contigo:
Tem besta que perigo
Cai bem na tua lábia.
Casar até quem queira
Tu podes encontrar...
Boboca! Vai tomar
A mão duma rameira!

Tão doce tens um ser:
O belo que carnal
Comporta bem. E mal
Que só pode sofrer
Quem sem pudor disputa
Pois qualquer atenção
Se tua for então:
O teu mal, prostituta.

Meu canto te dedico,
Mulher de Satanás!
Das tuas ações más
Ouvidos meus penico
Fizeste por demais
Contando-me... Sem mais!
Ouvir tem pois quem queira
Conversa de rameira?

Que digo pois de ti?
Mulher tão atraente
Bem és! E certamente
Com outra nunca vi
Quem sem pudor disputa
Por qualquer atenção
Se tua for então:
Atenda pois, oh puta! 


17. 03. 2013
07. 07. 2013 

Nenhum comentário:

Postar um comentário