segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Francisco tinha sonhos repletos de poder e glória quando jovem. No meio de tantas guerras ocasionadas por disputas políticas desde que nasceu, com a fantasia trazida pelos romances de cavalaria famosos em seu tempo, Francisco desejava ter a vitória nas batalhas mais a fama conquistada. Sua riqueza material proporcionava tais sonhos mundanos.

Entretanto sabemos que qualquer coisa nada pode valer sem Deus. E Francisco santifica sua vida quando deixa tudo para só se dedicar a Nosso Senhor. Tenhamos então esta fé franciscana de colocar Deus em primeiro lugar de nossas vidas! Digamos que nem Teresa d' Ávila: "Só Deus basta".

+

O sacerdócio feminino, que defendo, deveria ser reavaliado pelo verdadeiro Catolicismo. Daqui decidir pelo sim ou não. Verdadeiro Catolicismo? Sim! O dantes do Vaticano II. Portanto não promovo mais tal sacerdócio pois o Catolicismo da Tradição está numa de suas piores crises! Não vou dar importância para coisas acessórias enquanto todas as essenciais são vilipendiadas. E sei muito bem que boa parte do movimento feminista, quiçá todo, tem mais interesse na promoção dos seres humanos a qualquer custo do que na salvação de suas almas. Assim em respeito devoto para com Deus deixo de defender o sacerdócio feminino. Não fui convencido ser contra tal contudo desejo saber a verdade. Posso me desagradar com ela por um instante? Sim. Mas quem sou para deturpar a realidade? Creio firmemente que mestra dela vem a ser a Catolicidade Romana. Portanto, mesmo com sua desaprovação de minha defesa, continuo-lhe fiel. De bico fechado se for inclusive preciso.

+

Mulheres: amadas mais pela civilização ocidental e menos por qualquer, ou toda, feminista. Mudei de pensamento, por antes em prol do feminismo, pois estudei bastante para compreender as inúmeras mentiras de tal movimento. Defendi-o bastante mas não compreendia que sua promoção a paridade social e política de gêneros se baseia na falsidade. Quão besta fui! Quem deu tal paridade na vera? Justamente nossa tão escarmentada civilização de matriz greco-romana mais judaico-cristã. Bem... Aceito contradições mas com uma condição: estudar, e bem, primeiramente para depois discutir apresentando bons argumentos, ou melhor, argumentos de fato. Chega de reclamações sem pé nem cabeça! Cansei de ser idiota. Sim: apoio paridade de gêneros enquanto seres humanos mas renego qualquer feminismo. Jamais será preciso necessitar dele para defender paridade tal. Deixo portanto de forma clara por cá que renuncio todo feminismo. Xô! Mais: orgulho tenho de ser cortês com as mulheres e com especial tratamento lhes dar importância devida. Somos seres humanos todos porém de dois gêneros: um deles, o feminino, deve ser sempre tratado com galhardia.

+

Descreverei mais uma vez, Mulher, a tua beleza?
Já não queres ouvir poesia... Nem a descrição assim da verdade.
Preferes ignorar e querer alguém que não te presta tributo.
Conversas então, Eva, com Satanás
A ponto de comer aquilo que te foi proibido?

11. 08. 2013
Tarde

+

Quem não deseja receber o carinho da pessoa que nós particularmente gostamos? Ela lembrar do nosso dia natalício por exemplo... Com tantas ocupações mas assim ainda procurar um tempinho para nos dar atenção... Sinceridade? Não há desculpas para sempre nos relacionarmos com quem nós temos afetividade verdadeira.





06. 10. 2013
Tarde

Nenhum comentário:

Postar um comentário